Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/bloquer/www/2017/wp-content/plugins/revslider/includes/operations.class.php on line 2492

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/bloquer/www/2017/wp-content/plugins/revslider/includes/operations.class.php on line 2496

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/bloquer/www/2017/wp-content/plugins/revslider/includes/output.class.php on line 3468
Que tipo de Bollard você precisa para a sua segurança? - Bloquer - Soluções em Segurança Perimetral, Urbana, de Acesso

Que tipo de Bollard você precisa para a sua segurança?

Avaliar a proteção do perímetro para equilibrar desempenho e design

Os pilares de segurança (bollards) atuam como uma barreira física e visual. Eles são variados em suas formas, tamanhos e desenhos. Esses pinos de segurança protegem vidas e propriedades criando uma configuração de tráfego controlada. Conhecer as diferenças entre tipos de cabeças dos pinos ajudará a selecionar o melhor qual o bollard ideal para cada local.

A proteção de impacto não é o único fator a ser considerado na hora da escolha dos pilares de segurança, essas barreiras de perímetro, por exemplo, evitam também a desordem indesejada. Vale ressaltar que, ao contrário de outros tipos de barreiras, como cercas ou grandes blocos de concreto, os pilares de segurança podem restringir o acesso do veículo, mas permitem o fluxo de pedestres.

Cada propriedade tem vários fatores de risco comuns a serem considerados e, além da segurança, estratégias completas de projeto também devem rever a estética e as necessidades de acesso.

Quais são suas necessidades de segurança?

Os bollards criam impedimentos físicos e psicológicos à entrada não autorizada. Ao planejar a segurança eficaz do edifício, é importante avaliar o escopo de riscos e vulnerabilidades. Em outras palavras, é importante saber o que requer proteção, quais são os possíveis riscos e ameaças e quais áreas são mais vulneráveis.

Veículos desgovernados podem causar danos incalculáveis ​​após o impacto em um prédio – sem mencionar o risco para pedestres e ocupantes. Portanto, é importante considerar o ambiente de circulação do local para entender como um edifício e seus ocupantes podem ser ameaçados.

Fatores de ameaça a serem considerados

  • Acesso e proximidade ao tráfego. Quão perto os veículos chegam ao prédio ou outras áreas sensíveis? Considere as duas vias públicas, estradas no local ou estacionamentos.
  • Frequência de tráfego. O local está localizado em uma área com um grande volume de tráfego? Maior atividades de veículos pode aumentar a probabilidade de um acidente.
  • Velocidade de veículos próximos. A velocidade é um fator importante a ser considerado. Velocidades mais altas reduzem os tempos de reação do motorista e aumentam o impulso do veículo, o que, por sua vez, aumenta o potencial de dano.
  • Tipos de tráfego. Há uma variedade de veículos por aí, como carros, caminhões, bicicletas e motos. A massa do veículo deve ser considerada, pois há uma grande diferença no tipo de dano que uma moto pode fazer em comparação com um caminhão. Um caminhão de uma tonelada tem várias vezes a massa do que um pequeno carro, o que significa que o dano causado é proporcionalmente multiplicado também.
  • Orientações de construção e estradas. Considere os locais de parada de veículos e a direção do tráfego nas proximidades. Atravessa o edifício ou a propriedade? Ou flui diretamente na entrada de uma loja? Ruas longas e desobstruídas podem aumentar o risco, pois permitem que os veículos aumentem a velocidade. As trajetórias de descida também podem reduzir a eficácia da frenagem. As estradas não são o único perigo potencial. As orientações de estacionamento oblíquos ou de frente podem ser perigosas, pois uma simples marcha mal engatada ou erro de deslocamento pode projetar o veículos para dentro das lojas de rua ou edifícios.
  • Comportamento do motorista. Os motoristas geralmente estão com pressa quando estão perto do prédio? Como é o ambiente ao redor? É tumultuado e cheio de distrações? A sazonalidade também pode ser um fator aqui. Um restaurante à beira-mar verá muito mais tráfego durante o verão.

Protegendo contra o crime

Ram-raids de veículos (uso de carro para invadir e roubar uma loja) também são uma preocupação de segurança para as lojas. Durante essas invasões, os ladrões direcionam um veículo diretamente em um prédio para obter acesso, ameaçando a segurança dos funcionários e clientes. Se ocorrer uma colisão enquanto o edifício estiver ocupado, os detritos resultantes e o próprio veículo podem causar ferimentos ou fatalidades. Os danos causados ​​geralmente são significativos, exigindo muito tempo e dinheiro para serem reparados.

Ataques terroristas também são uma ameaça para edifícios e locais de alto padrão e fluxo, como edifícios governamentais ou financeiros, ou edifícios que acomodam um grande número de pessoas. De acordo com o Departamento de Polícia de Nova York , outras áreas próximas a esses tipos de localidade também apresentam risco aumentado – os edifícios em densos ambientes urbanos devem considerar sua vulnerabilidade a atos de terrorismo. O uso de explosivos ou ataques de veículos é um método comum de ataque terrorista no mundo, já no Brasil esse tipo de crime é comum quando o assunto é roubo de lojas. O design de segurança do local de proteção do perímetro pode ajudar a aumentar a proteção contra ataques intencionais no local.

Risco e vulnerabilidade – o que está em jogo?

Uma vez reconhecidas as ameaças potenciais de um local, podem ser tomadas medidas para instalar a segurança adequada. Certas áreas, como grandes vitrines e entradas, são áreas-chave para avaliar. Quando desprotegidos, podem ser especialmente vulneráveis ​​ao tráfego que se aproxima.

Segurança do local geralmente gira em torno da proteção do próprio edifício. No entanto, é importante não negligenciar as pessoas que o ocupam e as medidas de segurança de um edifício são vitais para garantir a segurança de seus ocupantes, visitantes, funcionários e clientes.

Mesmo o seguro cobrindo as finanças de um acidente, há outros problemas a serem considerados.  Por exemplo, quando um veículo colide com um prédio, o dano pode causar fechamento temporário da loja ou ferimentos aos funcionários e clientes. Além disso, o processo de reparo também pode ter um impacto negativo nas empresas próximas. As pessoas podem perceber a localização como insegura e optar por evitá-la. Menos vagas de estacionamento, confusão de construção e poluição sonora geralmente ocorrem durante o processo de reparo. Medidas de segurança temporárias adicionais, como guardas de segurança, também são necessárias.

Bollards para proteção de perímetros no Brasil

Depois que as áreas vulneráveis ​​de uma estrutura são identificadas e as possíveis ameaças consideradas, um plano de segurança de perímetro deve ser projetado. O plano deve considerar o que precisa ser protegido, e deve selecionar que tipo de barreiras são necessárias.

Classificação de riscos

Para aplicações de alta segurança, ou em locais onde há fatores de alto risco e alta ameaça a serem considerados, os bollards com classificação de risco são necessários. Produtos certificados sob um desses sistemas de classificação devem ser testados ao vivo em uma instalação de teste de colisão independente, sob condições específicas e controladas. Existem dois padrões da indústria mundial para classificações de falhas:

  • K-ratings. Os padrões K-rated foram originalmente desenvolvidos pelo Departamento de Estado dos EUA (DoS) em 1985 e então revisados ​​pelo DoS e pelo Departamento de Defesa (DoD) em 2003. Para que os bollards passem no teste, eles precisam resistir a um impacto Carga útil de 15.000 libras (6.804 kg) sem exceder as distâncias de penetração definidas. Os postes de segurança são classificados com base nas velocidades do veículo que eles podem parar: K12, K8 e K4 para 50 mph (80km/h), 40 mph (64km/h) e 30 mph (48km/h), respectivamente.
  • Padrões ASTM. A Sociedade Americana de Testes e Materiais (ASTM) desenvolveu seu próprio padrão, baseado nos critérios DoS e DoD, que incorpora diferentes tipos de veículos e classificações com base na penetração do veículo. Ele criou padrões separados para carros pequenos de passageiros (2.430 lbs), picapes (5.070 lbs), caminhões médios (15.000 lbs) e veículos pesados ​​(65.000 lbs).

Bollards classificados como de colisão fornecem a proteção mais segura, mas elas são muito custosos para comprar e instalar. Outros recursos, como retratibilidade e implantação automática, também exigem manutenção e cuidados contínuos e significativos para garantir que as barreiras permaneçam operacionais.

Bollards não classificados

As barreiras não avaliadas oferecem uma solução mais econômica do que os produtos com classificação de risco, ao mesmo tempo em que fornecem proteção significativa contra impactos.

Postos de segurança de tubos de aço oferecem a forma mais básica de proteção contra impactos. Muitas vezes referidos como “pára-choques”, eles devem ser embutidos no chão e reforçados com concreto para fornecer um alto nível de proteção contra impactos. Uma instalação básica para um conjunto de postes de segurança de tubos de aço pode ser bastante econômica.

Para locais onde o design e a estética são importantes, os postes básicos de segurança para tubos de aço podem ser cobertos com mangas plásticas econômicas ou tampas de metal decorativas para melhorar seu apelo visual e também para proteger do desgaste e da corrosão. A segurança efetiva não precisa ser feita à custa de custo ou projeto, assim como a segurança efetiva não precisa ser feita à custa de funcionalidade ou design.

Todos os pinos de segurança (classificados ou não) criam barreiras visuais que identificam áreas sensíveis para os veículos e impedem as invasões. Para áreas com menor risco, é comum usar pilaretes aparafusados ​​simples, postes decorativos, cabeços flexíveis e colunas removíveis para incentivar a direção mais lenta e responsável.

Recomendações

Ao planejar a segurança do local, é essencial avaliar as necessidades de segurança e a variedade de opções disponíveis, desde a resistência ao impacto medida com precisão até as opções mais econômicas. Outros fatores, como controle de tráfego e design estético, também devem ser considerados.

As instalações de segurança mais eficazes incluem uma série de possíveis interessados ​​e especialistas experientes para avaliar as necessidades de um local específico e encontrar as soluções ideais. O planejamento inadequado pode levar a uma funcionalidade ruim, que pode ser cara ou quase impossível de consertar ou substituir e as consequências de uma barreira falhada podem ser desastrosas.